10
jan
2013

Para Marcelo Canellas, seu papel de jornalista e cidadão é quebrar tabus

Há mais de duas décadas na TV Globo, o jornalista Marcelo Canellas, de 47 anos, já denunciou esquemas de exploração sexual de crianças e adolescentes no Acre e de trabalho infantil no Nordeste. Ele também abordou a questão da desnutrição quando a imprensa já tinha esgotado o assunto e como desdobramento de uma de suas reportagens no Pará, ajudou a criar um fórum para discutir a exploração sexual em Breves, na ilha do Marajó.

Jornalista premiado, Marcelo tem sua carreira pontuada pela abordagem de questões sociais, o que ele considera um processo “natural” em um país como o Brasil. “Eu não consigo separar a preocupação cidadã com questões sociais, da profissão.” Para ele, o papel do jornalismo é tirar da sombra questões como a violência sexual contra crianças e adolescentes e levar este debate para a sociedade – um dos grandes objetivos também da Childhood Brasil.

Continue lendo

Tags: , , ,
2.547 leitura(s) - [ leia mais ]
9
jan
2013

Criação de Agenda de Convergência de Proteção à Criança e ao Adolescente é discutida em Cuiabá

Childhood-Brasil---Ilustra-ComunicaEm evento realizado em Cuiabá (MT), a secretária de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Presidência da República, Angélica Goulart participou das discussões para a criação de uma Agenda de Convergência de Proteção à Criança e ao Adolescente. A proposta é unir os governos federal, estadual e municipal em uma única agenda para evitar abusos e explorações durante todo o período que antecede a Copa do Mundo de 2014, e também durante e após o evento. Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
1.180 leitura(s) - [ leia mais ]
8
jan
2013

Seja um voluntário digital por uma infância livre de violência!

Você pode se tornar um agente de mobilização para enfrentar a violência sexual contra crianças e adolescentes por meio do aplicativo Voluntários Digitais, lançado pela Childhood Brasil no Facebook. Qualquer pessoa interessada na causa pode ajudar e para participar, basta acessar aqui e fazer parte desse movimento.

Assim que você se torna um voluntário digital, o aplicativo calcula seu poder de influência no Facebook. A partir de então, você passa a receber automaticamente mensagens sobre a causa toda semana na sua linha do tempo. Assim, você passa a informar seus amigos sobre a causa. Por fim, você também poderá configurar a imagem da capa de seu perfil com ilustrações do projeto e sua foto de perfil com opções de imagens personalizadas, os avatares da campanha.

O objetivo do projeto é quebrar o tabu do silêncio e promover a discussão do enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes na sociedade como um todo. “As mídias sociais têm o poder de ‘viralizar’ as informações e nossa campanha vai levar informações sobre violência sexual para o mural das pessoas”, diz Erika Kobayashi, coordenadora de Programas da Childhood Brasil.

Continue lendo

Tags: , , ,
2.366 leitura(s) - [ leia mais ]
6
jan
2013

Childhood Brasil realiza oficina sobre abuso sexual na Bahia

Eunápolis_Oficina_2De 25 a 27 de novembro, as cidades de Santa Cruz Cabrália, Eunápolis e Porto Seguro receberam a “Oficina de Formação Continuada para Profissionais do Sistema de Garantia de Direitos da Bahia”. A Oficina é uma das ações do Projeto Proteção em Rede na Bahia, desenvolvido pela Childhood Brasil, em parceria com as empresas Stora Enso, Veracel, Instituto Tribos Jovens, prefeituras e conselhos municipais de direitos das crianças e adolescentes das três cidades. Continue lendo

Tags: , , , , , , , , , , ,
1.687 leitura(s) - [ leia mais ]
4
jan
2013

Lei em Fortaleza exige informações sobre exploração sexual em estabelecimentos

A Câmara Municipal de Fortaleza (CE) aprovou o Projeto de Lei (62/2012) que obriga os postos de combustíveis, os restaurantes, os bares, os hoteis, os moteis, as casas noturnas e similares a anexarem placas informativas sobre crimes cometidos contra crianças e adolescentes e suas respectivas penalidades.

O objetivo é criar medidas que inibam a prática da exploração sexual e trazer a conscientização sobre o enfrentamento desse crime. São 74 os pontos vulneráveis à exploração em Fortaleza nas proximidades de bares, restaurantes, hoteis, moteis, pontos de táxi e postos de gasolina.

Nas placas deverão constar o texto de advertência: “Lei 8069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente – Art. 244 -A – Submeter criança ou adolescente, à exploração sexual: Pena – reclusão de quatro a dez anos, e multa. Denuncie. Disque 100.” O descumprimento dessa lei sujeita o infrator à advertência, seguida de multa de 50 UFMF’s (Unidade Fiscal do Município de Fortaleza). Em caso de reincidência, a multa passará a ser cobrada em dobro.

Tags: , ,
1.976 leitura(s) - [ leia mais ]
2
jan
2013

Denúncias de violação dos direitos humanos cresce 77% em 2012

O número de denúncias de violações de direitos humanos, feitas por meio do Disque 100, alcançou 155.336 de janeiro a novembro de 2012. Os registros representam aumento de 77% em relação ao mesmo período de 2011. Ao todo, considerando também as ligações com pedidos de orientações e de informações, foram feitos, de janeiro a novembro de 2012, 234.839 atendimentos.

De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos, o incremento não significa, necessariamente, aumento dos casos de violência no país, mas indica que as violações de direitos humanos “não ficam mais invisíveis”.

Desde maio de 2003, quando o serviço passou a ser operacionalizado pelo governo federal, o Disque 100 recebeu e encaminhou 396.693 denúncias em todo o país.

Continue lendo

Tags: , ,
1.913 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.