21
nov
2012

Livro alerta para não silenciar diante de abuso sexual

“Não conte para a mamãe”. A frase dita pelo pai de Antoinette toda vez que ele a abusava sexualmente acompanhou a menina dos seis aos 14 anos. Essa história de silêncio, medo e violações vivida na Irlanda da década de 1950 é contada em primeira pessoa no livro “Não conte para a mamãe”, de Toni Maguire. Escrever foi a maneira que a autora encontrou para se livrar daquela Antoinette criança que desrespeitou a ordem de seu pai e contou uma única vez para sua mãe o que havia acontecido. A revelação não surtiu efeito. “Nunca, nunca mais fale disso de novo, está bem?”, disse a mãe, a pessoa que a menina mais amava e confiava. Esse foi o começou de quase uma década na qual Antoinette foi constantemente abusada pelo pai e silenciada pela mãe.

Continue lendo

Tags: , , , , ,
11.397 leitura(s) - [ leia mais ]
19
nov
2012

Conheça algumas atividades para a sala de aula

*Série sexualidade na escola

Existem inúmeras atividades que podem ser realizadas em sala de aula com o intuito de discutir o tema sexualidade. Neste post, selecionamos algumas publicações, sites e livros disponíveis. Se você tiver mais sugestões, envie para nós. Não deixe de conferir também a nossa página de filmografia e publicações.

Além das dicas aqui, a série “Que Exploração É Essa”, produzida em parceria da Childhood Brasil com o Canal Futura também uma boa referência para trabalhar o tema da exploração sexual em sala de aula. A série acompanha um guia educativo e está disponível gratuitamente no Futuratec, videoteca do Canal Futura. São cinco episódios de sete minutos cada.

Continue lendo

Tags: , ,
107.167 leitura(s) - [ leia mais ]
14
nov
2012

Educação sexual deve estar no plano pedagógico das escolas

*Série sexualidade na escola

“A criança é sexual. O tempo todo ela está tentando descobrir sua sexualidade”, diz Gorete Vasconcelos, coordenadora de programas da Childhood Brasil. Segundo ela, a escola é uma porta de entrada para tratar de vários assuntos relacionados à sexualidade e essa abordagem deve acontecer desde os primeiros anos da educação infantil. Gorete afirma que a educação para a sexualidade deve estar presente nas diferentes disciplinas e ser atrelada ao projeto político-pedagógico das escolas. “A educação sexual deve ir além da anatomia do corpo humano. As escolas que trabalham com uma proposta de educação sexual trazem debates sobre namoro, sobre o “ficar”, por exemplo, e envolvem na discussão não apenas os estudantes, mas os familiares”, diz. “O professor precisa dar o devido valor a essa temática e a sua abordagem na escola, que deve ser transversal”.

Continue lendo

Tags: , ,
5.068 leitura(s) - [ leia mais ]
13
nov
2012

Série aborda sexualidade na escola

A escola tem papel fundamental na discussão sobre a sexualidade de crianças e adolescentes. “Essa conversa, inclusive, fortalece os estudantes para o enfrentamento da violência sexual, pois os mune com um repertório de informações que os ajuda a se protegerem”, afirma Gorete Vasconcelos, coordenadora de programas da Childhood Brasil.

Continue lendo

Tags: , ,
2.083 leitura(s) - [ leia mais ]
9
nov
2012

Dicas de leitura sobre o marco legal da infância

Os avanços da legislação brasileira acerca do lugar da infância nos direitos humanos começaram, principalmente, a partir da década de 1990, como abordamos neste post. Aqui, enumeramos alguns sites e livros que podem servir de apoio para você se aprofundar no assunto.

Continue lendo

Tags: , , , ,
2.120 leitura(s) - [ leia mais ]
7
nov
2012

Começaram os 19 dias de ativismo contra a violência sexual

Desde o começo do mês, organizações, grupos e pessoas podem participar da segunda edição de uma campanha mundial de 19 dias para prevenir a violência contra crianças e adolescentes. Organizada pela Fundação Cúpula Mundial de Mulheres (WWSF, da sigla em inglês), o objetivo é mobilizar a comunidade internacional em prol do compromisso com a eliminação da violência contra crianças e adolescentes. Qualquer instituição interessada em participar da campanha, pode fazer sua inscrição gratuita e preencher o formulário com detalhes das atividades a serem desenvolvidas. As informações estão disponíveis em inglês, francês, espanhol e alemão.

Continue lendo

Tags: , , ,
1.706 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.