19
dez
2011

Aborto legalizado ainda é difícil para vítimas de abuso sexual

O acesso ao aborto legalizado ainda é complicado para as vítimas de violência sexual, embora esteja previsto em lei, desde 1940, nos casos de estupro e risco de vida para a gestante. Muitos profissionais de saúde ainda pensam que é preciso de um alvará judicial, quando é necessário apenas o consentimento da mulher, o boletim de ocorrência e o laudo de três médicos. Segundo a advogada Flávia Piva Almeida Leite, doutora em Direito pela PUC-São Paulo e professora das faculdades FMU, UMC e Unip, muitos hospitais oferecem o atendimento para as vítimas de abuso sexual, mas se recusam a fazer o aborto, por convicções religiosas ou falta de informação. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
7.195 leitura(s) - [ leia mais ]
16
dez
2011

Leilão de Audi A1 arrecada R$ 210 mil para Childhood Brasil

Foram arrecadados R$ 210 mil no leilão de dois Audi A1 customizados pela artista espanhola Anna Taratiel.

O valor será revertido para a Childhood Brasil e em seus programas e projetos que trabalham por uma infância livre de exploração e abuso sexual. Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
2.622 leitura(s) - [ leia mais ]
14
dez
2011

InterCement promove desfile e blitz contra a violência sexual nas estradas

Uma das maiores produtoras de cimento e concreto da América do Sul, a InterCement, participante do Programa Na Mão Certa da Childhood Brasil, tem conseguido bons resultados com iniciativas criativas e eficazes, dentro e fora da empresa, contra a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias.

Com suas ações, conseguiu este ano a adesão de 2061 caminhoneiros à causa, mil pessoas a mais que em 2010. Continue lendo

Tags: , , , , ,
2.923 leitura(s) - [ leia mais ]
12
dez
2011

Leilão de carros Audi A1 será revertido para iniciativas da Childhood Brasil

Dois veículos Audi A1, lançados este ano no Brasil, serão leiloados no dia 13 de dezembro para ajudar na proteção da infância. O valor arrecadado será destinado aos programas e projetos da Childhood Brasil na prevenção e enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Estão previstos 350 convidados para o evento promovido pela Audi, pela Brookfield e pelo Grupo Malzoni, entre parceiros da Childhood Brasil e das empresas patrocinadoras. O leilão será conduzido por Aloísio Cravo, com coquetel assinado pela chef Bel Coelho e show dos Magos de Preto, grupo de magia criado pelo ilusionista Issao Imamura. Continue lendo

Tags: , , , ,
3.603 leitura(s) - [ leia mais ]
9
dez
2011

Adolescentes não devem fornecer fotos e detalhes pessoais na internet

“Os pais precisam entender a dimensão pública da internet e conversar com os filhos sobre os riscos da navegação online”, alerta Anna Flora Werneck, Coordenadora de Programas da Childhood Brasil, em entrevista ao quadro Globo Estrada Na Mão Certa transmitido todas as quintas-feiras, às 15h30, durante programa Globo Estrada, da Rádio Globo AM.

Anna Flora diz que as recomendações para as crianças e adolescentes sobre a utilização de sites devem ser as mesmas dadas para quando saem sozinhos na rua: não falar ou aceitar coisas de estranhos, nem fornecer telefone, fotografia ou endereço. “Os pais devem ficar atentos ao que os filhos fazem, porque a violência pode acontecer tanto fora de casa quanto por meio da internet”, afirma a Coordenadora. Continue lendo

Tags: , , , , , , , ,
2.433 leitura(s) - [ leia mais ]
7
dez
2011

Rio Grande do Sul ganha mais dez salas de depoimento especial

O primeiro estado a criar uma sala de depoimento especial para crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de abuso sexual, há oito anos, inaugurará mais dez espaços com a mesma finalidade. Com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos, o Rio Grande do Sul totalizará 26 salas acolhedoras, onde a inquirição é feita por meio de uma gravação de vídeo e áudio que será juntada ao processo.

A criança é ouvida em um local separado, por um técnico (psicólogo ou assistente social), enquanto na sala de audiência o magistrado, o promotor de justiça e o advogado acompanham o processo e enviam as perguntas necessárias ao profissional (por meio de um ponto no ouvido). O principal objetivo é poupar a criança de passar pelo constrangimento de reviver seu drama. Antes deste procedimento, a vítima de abuso precisava contar a sua história até oito vezes durante o processo na Justiça. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.793 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.