10
ago
2011

Estatuto da Criança e do Adolescente precisa ser mais divulgado nas escolas

A trajetória de luta da economista e doutora em Educação, Maria América Ungaretti, pelos direitos da criança começou há mais de 30 anos com sua participação no movimento estudantil. Foi militante política e exilada durante dez anos. Morou no Chile, na Alemanha e na França e só voltou ao país com a anistia. No Unicef trabalhou no combate à pobreza e à discriminação em comunidades da África, da Ásia e do Brasil. Hoje, como coordenadora dos projetos dos direitos da criança e do adolescente da Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude – ABMP, faz um balanço dos 21 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e acredita que o Brasil precisa de outra grande mobilização:

Ainda existem muitas pessoas que associam o Estatuto da Criança e do Adolescente com a proteção aos menores infratores?

Sim, este conceito errado é ainda disseminado não apenas entre educadores, mas na sociedade em geral. Se perguntarmos para as pessoas nas ruas, comprovaremos que há ainda uma visão muito arraigada de que o ECA protege as crianças e adolescentes e não dá deveres. Isso é bastante forte. Continue lendo

Tags: , , , , , , , , , ,
4.451 leitura(s) - [ leia mais ]
8
ago
2011

Programa Na Mão Certa cria indicadores para avaliar resultado de ações

Durante sua trajetória de cinco anos, o Programa Na Mão (PNMC) tem conquistado várias vitórias como a adesão de cerca de 966 empresas ao Pacto Empresarial contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras, a maior parte vinda do segmento de transporte e logística. Para avaliar o trabalho realizado durante sua história e se preparar para futuro, o programa está elaborando indicadores de análise (quantitativa e qualitativa) dos resultados já alcançados com as ações desenvolvidas. A iniciativa visa ajudar a estabelecer novos caminhos de atuação para inserir o tema na agenda dos três setores (governo, empresas e sociedade civil), articulando-os para desenvolver e implementar atividades de prevenção, combate e atendimento.

O trabalho tem o apoio da consultoria do FICAS, organização sem fins lucrativos que há 13 anos desenvolve pesquisas, conteúdos e metodologias e será realizado com a participação das próprias empresas que atuam nos sete núcleos do Comitê de Gestão Participativa do programa. “Estamos contemplando todo o programa, com um olhar mais atento ao planejamento realizado em 2010 para as ações dos próximos cinco anos”, afirma Rosana Junqueira, coordenadora de programas da Childhood Brasil. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.429 leitura(s) - [ leia mais ]
5
ago
2011

Escritora descreve drama de abuso na infância no livro Tigre Tigre

Capa do livro

“Prefiro que minha filha morra em um acidente de trânsito a que seja molestada”. Esta é uma das afirmações que a escritora americana Margaux Fragoso, 32 anos, costumava ouvir do próprio pai na infância e que a inibiu por muitos anos de contar para a família que tinha sofrido abuso sexual de um homem 44 anos mais velho. No livro Tigre Tigre (Rocco, 352 páginas), recém-lançado no Brasil, ela descreve desde o primeiro contato que teve com o agressor até a confusão de sentimentos pelos quais passou (dos sete anos aos 17 anos). Ela também compara o poder destrutivo da pedofilia com o das drogas. “… é possível entender por que alguém tenta escapar do mundo usando drogas. As drogas cultivam uma falsa realidade, assim como os pedófilos. No fim, as drogas destroem sua vida, assim como esse tipo de ‘amor’.”, afirma a escritora em entrevista concedida à Revista Época.

Ela adverte que os pais devem tomar muito cuidado para não tratar as crianças vítimas de abuso como arruinadas. “Essa é a pior coisa que pode acontecer.” Minha resposta para isso é: o abuso sexual tem tratamento. Não é terminal. Pelo amor de Deus, todos precisamos parar de ser histéricos para que a criança possa de fato se recuperar. Muitos pais agem como se nunca fossem conseguir lidar com a situação se soubessem que seus filhos foram molestados. Por favor, lidem com isso, vocês são adultos. Se vocês conseguirem lidar, seus filhos conseguirão. Não passe a sua vergonha para o seu filho”, diz Margaux. Continue lendo

Tags: , , , , , , , , ,
2.949 leitura(s) - [ leia mais ]
3
ago
2011

Go Inn realiza campanha de proteção à infância no Amazonas

Preparando-se para a chegada dos grandes eventos esportivos previstos para serem sediados no Brasil, nos próximos anos, a rede hoteleira Atlantica Hotels International (AHI) reforça suas campanhas de combate ao turismo sexual em seus empreendimentos mais recentes. Com pouco mais de um ano, o hotel Go Inn, localizado no centro de Manaus, primeiro da rede AHI na categoria hotel econômico, arrecadou R$ 15 mil para serem investidos nos projetos de proteção à infância da Childhood Brasil e prepara-se para ultrapassar a meta este ano, intensificando a venda de produtos artesanais elaborados por ONGs que ajudam o desenvolvimento da comunidade, promoção de eventos, competições e rifas em favor da causa.

Nos elevadores, e corredores, os anúncios mostram crianças brincando e se divertindo e até os travesseiros alertam para a necessidade de todos colaborarem para o enfrentamento do turismo sexual. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.908 leitura(s) - [ leia mais ]
1
ago
2011

Filme Afetosecretos pode ser visto no Vimeo

“Noites com choro. Noites com medo. Soluços intermináveis… A cada noite tu olharias sem compreender nada e selarias com ele teus afetos secretos.”

Uma menina acorda dentro de uma bolha transparente e sufocada tenta fugir, mas o desespero mostra que ela está presa. A cena do filme Afetosecretos, da psicanalista, cineasta e artista plástica Graça Pizá, retrata a sensação de impotência e o drama vivido por crianças e adolescentes vítimas de violência sexual dentro da própria casa. Lançado em 2009, o filme (média metragem) pode ser assistido agora gratuitamente no Vimeo.

A história revela a trajetória de reconstrução interior de uma adolescente, ao tentar superar os sofrimentos causados pelo trauma do abuso sexual incestuoso na infância. O roteiro foi escrito com base na experiência da análise de mais de 3 mil casos de violência sexual intrafamiliar, tratados na Clínica Psicanalítica da Violência, no Rio de Janeiro. Continue lendo
Tags: , , , , , , , ,
5.311 leitura(s) - [ leia mais ]
29
jul
2011

Familiares de vítimas de abuso sexual aprovam Depoimento Especial

Familiares de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual apontam como positiva a tomada de depoimento em salas especiais, em Porto Alegre, cidade onde foi aplicado pela primeira vez o método em 2003. Eles aprovam o fato de a criança não precisar contar o seu drama na presença do agressor e o esforço para a não revitimização. Segundo a pesquisa Família, Justiça e Abuso: Bem Estar e Dinâmica familiar após julgamento de abuso sexual, apresentada durante o I Encontro Nacional de Experiências de Tomada de Depoimento, em Brasília, são valorizados também o cuidado para não agredir as crianças durante as perguntas; a rapidez de deferimento de liminares de afastamento e proibição de visitas; além da vítima ou testemunha não ter sofrido preconceito.

O levantamento realizado em Porto Alegre, pela pesquisadora Ana Maria Franchi Pincolini, em 2010, investigou a satisfação das pessoas com o processo judicial e as concepções de justiça entre adultos responsáveis por famílias com histórico de abuso infantojuvenil. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
3.986 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.