11
abr
2011

Políticos e magistrados envolvidos com a exploração sexual infantojuvenil continuam impunes

A economista e coordenadora dos projetos dos direitos da criança e do adolescente da Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP), Maria América Ungaretti, alerta que, apesar do governo ter declarado o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes como uma de suas prioridades, há quase dez anos, pessoas influentes como políticos, delegados e juízes permanecem envolvidos na rede de comercialização sexual infantojuvenil sem nenhuma condenação.

Responsável pelo livro Cadernos de Fluxos Operacionais Sistêmicos – Proteção integral e atuação em rede na garantia dos direitos da criança e do adolescente, da ABMP, voltado para profissionais de Justiça, ela defende maior articulação entre os envolvidos no sistema de garantia de direitos para melhor eficiência na resolução dos casos: Continue lendo

Tags: , , , , ,
3.021 leitura(s) - [ leia mais ]
8
abr
2011

Livro apresenta passo a passo para atendimento de crianças e adolescentes, especialmente na área da Justiça

Cadernos de Fluxos Operacionais Sistêmicos – Proteção integral e atuação em rede na garantia dos direitos da criança e do adolescente

Realizar uma radiografia de todos os passos a serem percorridos para garantir os direitos básicos no atendimento da criança e do adolescente em diversas situações é o objetivo do livro Cadernos de Fluxos Operacionais Sistêmicos – Proteção integral e atuação em rede na garantia dos direitos da criança e do adolescente, elaborado pela Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP).

A publicação é voltada para todos os profissionais que trabalham com a proteção infantojuvenil, especialmente na área do Direito. Apresenta, como um mapa, as etapas para o atendimento e proteção de crianças e de adolescentes vítimas de violência sexual ou outro tipo de violação, até a responsabilização do agressor. O trabalho é resultado das experiências das oficinas do projeto Definindo Fluxos Operacionais para Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes, da ABMP. Continue lendo

Tags: , , , , ,
5.108 leitura(s) - [ leia mais ]
6
abr
2011

“Ainda há um longo caminho a ser percorrido no enfrentamento da violência sexual infantojuvenil”

Segundo a coordenadora de programas da Childhood Brasil, Anna Flora Werneck, mesmo depois de duas décadas da criação do Estatuto da Criança e do Adolescente, ainda há um longo caminho a percorrer para acabar com o abuso e a exploração infantojuvenil no País, porque ainda predominam muitos mitos e tabus.

Como começou o seu interesse pela causa do combate ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil?
Eu trabalhava com questões relativas aos direitos humanos há 10 anos, quando me mudei para São Paulo e tive a oportunidade de ingressar na Childhood Brasil. Pela primeira vez, recebi o desafio de coordenar programas estratégicos e apoiar projetos de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. No começo, é difícil não se envolver com as histórias duras e tristes das mais distintas violações de direitos humanos que culminam na violência sexual. A indignação faz a gente começar a perceber a importância desse trabalho, de falar constantemente e de diferentes formas sobre o assunto, de não deixá-lo cair no esquecimento ou debaixo do tapete do tabu e da vergonha. Enfrentar a violência sexual infantojuvenil pressupõe olhar a criança na perspectiva da proteção integral e envolver diversos atores para evitar essa violação e também tirá-la dessa rede perversa. Continue lendo

Tags: , , , , , , ,
2.474 leitura(s) - [ leia mais ]
4
abr
2011

Doações: como contribuir para disseminar a causa

A arquiteta Márcia Julião, sócia-diretora do escritório de arquitetura Ricardo Julião, já era uma mulher realizada pessoal e profissionalmente, mas, como cidadã consciente de seu papel na sociedade, sentia que precisava fazer algo além. “Não podemos fechar os olhos para os problemas sociais, ainda mais para crimes como a violência sexual, que comprometem o desenvolvimento das nossas crianças e adolescentes.”

Há quatro anos, Márcia apoia os projetos da Childhood Brasil, tanto na pessoa física, como por meio da empresa. “O que mais me motiva é conhecer os resultados da instituição, mesmo que não esteja trabalhando diretamente na causa”, diz ela. Continue lendo

Tags: , , ,
1.767 leitura(s) - [ leia mais ]
1
abr
2011

Programa Na Mão Certa leva modelo de enfrentamento à exploração sexual nas rodovias para outros países e planeja ações para os próximos anos

Capa do Volume 8 do Guia Na Mão Certa para caminhoneiros

Apresentar a experiência do Programa na Mão Certa no enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas para países da América do Sul é uma das metas da Childhood Brasil para os próximos anos. Em 2009 a organização realizou pesquisas junto a motoristas de caminhão da Argentina, tendo constatado que esta grave violação de direitos também é recorrente naquele país. Foram levantados os principais fatores que motivam a incidência do problema e a legislação vigente sobre o tema.

“Com apoio da Arcor e de outras empresas signatárias do Na Mão Certa, pretendemos apresentar o Programa a potenciais parceiros na Argentina e verificar se é viável executar um projeto piloto desta experiência lá”, diz a coordenadora responsável, Rosana Junqueira. “Se a viabilidade for confirmada, estudaremos que organização poderá assumir a execução local do projeto, pois não está no escopo da Childhood Brasil ampliar sua atuação para outros países”, completa. Continue lendo

Tags: , , , , ,
1.905 leitura(s) - [ leia mais ]
30
mar
2011

Programa na Mão Certa supera em quase 70% a meta de empresas participantes em cinco anos

Anúncio do Programa Na Mão Certa criado voluntariamente pela Lew'Lara\TBWA

Quando foi lançado, em 2006, o Programa Na Mão Certa, que objetiva um enfrentamento mais eficaz à exploração sexual infantojuvenil nas rodovias brasileiras, tinha a expectativa de chegar a 500 empresas signatárias em cinco anos. Hoje, a iniciativa comemora a participação de 888 companhias do setor de transportes – 49,9% das signatárias são transportadoras; 22,3% das áreas de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, e o restante vêm de diversas atividades de serviço.

Segundo a coordenação do Programa, no início, colocar em prática um projeto de grande porte como este parecia impossível, porque o tema é complexo, cercado de estigmas e tratado, na maioria das vezes, somente como responsabilidade do governo e da polícia. Um dos maiores desafios foi mostrar que toda a sociedade precisa se mobilizar para o enfrentamento deste crime. Continue lendo

Tags: , , , , , ,
2.093 leitura(s) - [ leia mais ]
As ideias e opiniões expressas neste blog não refletem necessariamente a opinião da Childhood Brasil. Reservamos o direito de não publicar comentários de conteúdo discriminatório, que incitem qualquer tipo de violência, que não estejam relacionados ao tema foco do blog - proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, ou de caráter duvidoso.